Ginecologia
Tratamento do Cisto de Bartholin
Próximas aos pequenos lábios vaginais estão localizadas as glândulas de Bartholin, que desempenham função indispensável na lubrificação feminina. Em algumas situações, ocorre a obstrução da glândula com a formação de um cisto, que na vigência de infecção pode evoluir com um processo inflamatório conhecido como Bartolinite: uma doença de pouca gravidade porém que causa grande desconforto, e que em alguns casos, exige um procedimento cirúrgico conhecido como

Bartolinectomia

.

As pacientes que apresentam cistos de Bartholin podem ser assintomáticas, no entanto, quando ocorre a infecção local, as pacientes podem evoluir com intensa dor local, inchaço na região vaginal e, por vezes, a saída de secreção com pus. Tais sintomas podem ser eliminados com tratamentos prescritos pela ginecologista da Clínica Lividi, que possui vasta experiência em intervenções terapêuticas e/ou cirúrgicas para a

Bartolinite

.

Durante a consulta, a ginecologista responsável pelo diagnóstico e prescrição, avaliará a paciente para confirmar a presença dos cistos de Bartholin e o grau da inflamação. Se comprovada uma infecção aguda, o

Tratamento cisto Bartholin

consistirá na drenagem do pus associada ao uso de antibióticos e analgésicos por um período a ser definido. Também serão prescritos vários cuidados de higienização local para durante e após o tratamento, que devem ser seguidos à risca para evitar o agravamento do quadro.

Nos casos em que, mesmo após a drenagem e o tratamento medicamentoso, a paciente percebe a reincidência da Bartholinite, a médica poderá indicar a marsupialização da glândula – um procedimento que mantém o cisto aberto, impedindo novas infecções – ou ainda a Bartolinectomia para retirada definitiva do cisto. A drenagem do abscesso pode ser feita no próprio consultório médico com anestesia local, no entanto tanto a marsupialização quanto a bartolinectomia devem ser feitas em regime hospitalar para maior conforto da paciente.
Dra. Mariane Maeda
Dra. Mariane Maeda
Médica formada pela Faculdade de Medicina de São Paulo (USP). Fez residência médica no Hospital das Clínicas (HC-FMUSP), aonde atua como médica assistente ...
É importante ressaltar que, após a Marsupialização ou a Bartolinetectomia, a paciente não terá sua vida sexual comprometida, já que a estrutura vaginal permanecerá com uma glândula contralateral que suprirá as necessidades de lubrificação.

A equipe ginecológica da Clínica Lividi é coordenada pela Dr. Mariane Maeda - médica especialista em ginecologia e obstetrícia pela USP, que já palestrou em congressos científicos nacionais e internacionais.

Para agendar sua consulta ou mais informações sobre Bartolinectomia, entre em contato conosco!

OUTRAS ÁREAS EM GINECOLOGIA