Obstetrícia
Aborto Habitual
A ocorrência de três ou mais perdas gestacionais consecutivas caracteriza o "

aborto habitual

" - uma condição clínica que afeta aproximadamente 1% dos casais. Suas causas são heterogêneas, considerando que a literatura médica registra a influência de fatores genéticos; anatômicos (malformações uterinas, incompetência cervical, miomas, por exemplo); infecciosos; endócrinos (alterações na tireoide, insuficiência lútea) e imunes. Há ainda quadros em que não é possível descobrir a causa do abortamento, mesmo após uma profunda investigação obstétrica.

Por ser um problema com consequências emocionais e em alguns casos, passível de tratamento, é importante que o casal busque pelo

tratamento do aborto habitual

antes da gravidez, principalmente se já tiver sofrido pelo menos dois abortos espontâneos em seu histórico gestacional. Assim, será possível averiguar as circunstâncias que desencadearam a perda do bebê, reduzindo consideravelmente as probabilidades de um novo abortamento.

Para os casais que buscam auxílio profissional, a Clínica Lividi disponibiliza uma equipe de obstetras com ampla experiência no assunto. E para cada casal, realizamos intervenções médicas individualizadas, ou seja, o tratamento e acompanhamento de cada caso será definido de acordo com as particularidades do quadro e, principalmente, das causas associadas. E mais: todos os processos de exames e diagnósticos são coordenados pela Dr. Mariane Maeda – médica especializada em ginecologia e obstetrícia pela Faculdade de Medicina da USP e autora de diversos artigos científicos publicados em âmbito internacional.
Dra. Mariane Maeda
Dra. Mariane Maeda
Médica formada pela Faculdade de Medicina de São Paulo (USP). Fez residência médica no Hospital das Clínicas (HC-FMUSP), aonde atua como médica assistente ...
A consulta é conduzida de forma tranquila e humanizada, permitindo que o casal sinta-se livre para expressar suas angústias, incômodos e expectativas. Inicialmente, a obstetra da Lividi conversará acerca do histórico clínico e gestacional, doenças já tratadas e/ou cirurgias realizadas; hábitos de alimentação e rotina; entre outros detalhes fundamentais para compreender eventuais fatores relacionados à interrupção espontânea da gestação.

Após a realização de anamnese detalhada e exames físico, é necessário realizar exames complementares para avaliação do casal como a ultrassonografia; histerossalpingografia; exames laboratoriais, rastreamento infeccioso; cariótipo do casal; exames citogenéticos de restos ovulares e/ou placentários, entre outros. Ao descobrir a origem do aborto habitual, a próxima etapa é iniciar um tratamento efetivo para garantir uma futura gestação saudável, sem riscos para a mamãe e seu bebê.

Entre em contato por e-mail, telefone ou WhatsApp e agende sua consulta no bairro Perdizes, em São Paulo.

OUTRAS ÁREAS EM OBSTETRÍCIA