Otorrinolaringologia
Turbinectomia
A congestão nasal crônica é um problema que acomete boa parte da população, causando desconfortos como falta de ar, ronco e apneia do sono. Um dos procedimentos indicados para resolver o problema é a Turbinectomia, intervenção que deve ser feita somente após todos os testes e exames otorrinolaringológicos necessários.

Na maioria dos casos, a cronicidade das congestões é causada pela hipertrofia dos cornetos - estruturas que ficam dentro do nariz e são de suma importância para o funcionamento de todo o sistema respiratório. Tal hipertrofia tem origem nas rinites e a Turbinectomia só é recomendada após a persistência da rinite frente ao tratamento convencional com medicamentos.

A forma mais comum de realizar o procedimento são estas: a remoção bilateral e parcial dos cornetos. Na

Turbinectomia Parcial

, a área inferior do corneto é reduzida, encontrando-se à lateral do nariz enquanto é protegida por uma fina membrana de mucosa nasal. A intervenção é realizada sob anestesia geral e a maioria dos pacientes que sofrem com a rinite alérgica se beneficiam com a cirurgia.
Dr. Fausto Nakandakari Dra. Milene Massucci Bissoli

Dr. Fausto Nakandakari Otorrinolaringologista formado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) e com residência médica ...

Na Clínica Lividi, os pacientes que buscam por este procedimento, realizam todos os testes necessários para definir a cirurgia. Endoscopia nasal será realizada pela equipe médica. Após as devidas ponderações diagnósticas, a melhor intervenção será indicada, tendo em consideração as individualidades do quadro.

O tempo de duração é de aproximadamente 30 minutos e o paciente deve ganhar alta no mesmo dia. O pós-operatório pode ter consequências como sangramento nasal de pequena quantidade e obstrução nasal pelo edema das mucosas – neste período é recomendável o repouso completo; exercícios físicos e banhos de sol só estão liberados depois de 14 dias do procedimento.

Além disso, o otorrino da Lividi recomendará a higienização da cavidade nasal com soro fisiológico, a utilização de analgésicos, descongestionantes e compressas frias para acelerar a recuperação.

OUTRAS ÁREAS EM OTORRINO