Ginecologia
Pólipos Uterinos
Algumas mulheres apresentam um crescimento anormal do tecido que reveste internamente o útero. Trata-se de um quadro clínico definido pelos ginecologistas como

pólipos uterinos

, que, embora não provoquem sintomas na maioria dos casos, podem gerar cólicas e sangramentos atípicos no decorrer do ciclo menstrual.

Os pólipos podem acometer tanto a parte de dentro do útero (pólipo endometrial), quanto apenas o colo do útero (pólipo endocervical), surgindo isolados ou múltiplos e em tamanhos variados. Em alguns quadros, a localização e tamanho dos pólipos podem comprometer a fertilidade, dificultando a gravidez e aumentando o risco de abortamento. Por isso, é fundamental que a paciente busque o auxílio de um ginecologista no diagnóstico e, caso necessário, realizar a exérese dos pólipos pela

histeroscopia cirúrgica

- procedimento indicado para eliminar os pólipos e recuperar a saúde ginecológica, incluindo a fertilidade.

Na Clínica Lividi, as pacientes que necessitam confirmar a existência de pólipos uterinos são recebidas por uma equipe de ginecologia conduzida pela Dr. Mariane Maeda - médica ginecologista e obstetra com títulos de especialista e mestre adquiridos pela Faculdade de Medicina da USP, uma das universidades de maior renome no Brasil.
Dra. Mariane Maeda
Dra. Mariane Maeda
Médica formada pela Faculdade de Medicina de São Paulo (USP). Fez residência médica no Hospital das Clínicas (HC-FMUSP), aonde atua como médica assistente ...
A consulta é realizada de forma tranquila na Clínica, que esclarecerá as dúvidas da paciente e ouvirá todas as queixas e sintomas relacionados à sua saúde ginecológica. Com base nas informações apresentadas e no histórico médico - a incluir doenças pélvicas, medicamentos já utilizados e o número de gestações - serão iniciados os exames clínicos para confirmação do diagnóstico. Em grande parte dos quadros, os exames ginecológicos de rotina e de colposcopia conseguem detectar o pólipo endocervical. Já o pólipo endometrial só pode ser diagnosticado a partir de exames ultrassonográficos associados à histeroscopia diagnóstica.

É consenso na literatura médica que a maioria dos pólipos é benigna, entretanto, há o risco de malignização em uma pequena parcela dos casos - ou seja, tais afecções podem se transformar em tumores cancerígenos em algumas pacientes se não houver um tratamento precoce. Portanto, quando confirmado o risco de malignização ou o comprometimento significativo das funções reprodutivas, a ginecologista da Clínica Lividi indicará a remoção do pólipo por meio da histeroscopia cirúrgica.

Mais informações podem ser solicitadas diretamente com a equipe da Clínica Lividi por e-mail, telefone, WhatsApp ou agendando sua consulta no bairro Perdizes, em São Paulo.

OUTRAS ÁREAS EM GINECOLOGIA