Obstetrícia
Trombofilia e Gestação
Na Clínica Lividi, as gestantes com histórico de abortos de repetição, descolamento prematuro da placenta ou pré-eclâmpsia grave podem realizar uma avaliação completa para diagnóstico de

trombofilia

.

O diagnóstico precoce das trombofilias pode evitar a ocorrência de complicações gestacionais como aborto, hipertensão e alterações no crescimento fetal, possibilitando uma gestação segura e saudável. Todo o processo é conduzido pela Dra. Mariane Maeda, ginecologista e obstetra especializada em gestações de alto risco.

Conforme registra a literatura médica, a trombofilia é uma condição que predispõe uma pessoa a desenvolver trombose, ou seja, coágulos sanguíneos que “entopem” as veias. Durante uma gestação, os riscos de desenvolver trombofilia podem se elevar em algumas mulheres, uma vez que as mudanças hormonais alteram a espessura do sangue para evitar grandes hemorragias durante o parto.

Isso significa que a gestante estará submetida a uma hipercoagulabilidade natural e, caso haja circunstâncias hereditárias ou adquiridas favoráveis à trombose, têm-se então a trombofilia, que aumenta os riscos de aborto espontâneo.

Em se tratando de circunstâncias hereditárias, a trombofilia é o resultado de mutações genéticas que geram deficiências de proteínas e enzimas essenciais a um padrão normal de coagulação. Já as circunstâncias adquiridas são desencadeadas pelo uso prolongado de estrogênios, reposições hormonais, longas viagens de avião, cirurgias, entre outros fatores que possam estimular a hipercoagulabilidade do sangue.
Dra. Mariane Maeda
Dra. Mariane Maeda
Médica formada pela Faculdade de Medicina de São Paulo (USP). Fez residência médica no Hospital das Clínicas (HC-FMUSP), aonde atua como médica assistente ...
A Clínica Lividi garante à gestante com trombofilia um tratamento que diminui os riscos de aborto espontâneo e de complicações ao longo da gravidez. A medicação será definida de acordo com o histórico médico e hereditário da gestante, que deverá cumprir com o cronograma de injeções de anticoagulantes para proteger a si e o seu bebê.

Para o dia a dia serão recomendadas algumas precauções, tais como: uso de meias de compressão, realização de atividades físicas leves, dieta equilibrada e ingestão de líquidos, de modo a assegurar o bem-estar físico e mental da gestante. Consultas de controle deverão ser realizadas a cada mês, e devem ser acompanhadas por exames de ultrassonografia obstétrica com doppler visando avaliar as condições da placenta e sinais de sofrimento fetal.

Para saber mais informações sobre a

trombofilia na gestação

, entre em contato e agende uma consulta na Clínica localizada no bairro de Perdizes, em São Paulo.

OUTRAS ÁREAS EM OBSTETRÍCIA