Otorrinolaringologia
Amigdalite e Respiração Oral
A inflamação acompanhada de inchaço nas amígdalas palatinas e linguais - ou seja, nos gânglios linfáticos que se encontram na parte superior da garganta e atrás da boca - é definida pela medicina como

Amigdalite

. Além das amigdalas, a doença pode acometer outros tecidos linfoides da cavidade oral, incluindo estruturas da faringe e a adenoide (conhecida popularmente como carne esponjosa). Por ser um quadro frequentemente doloroso, os pacientes acometidos devem procurar um

Médico de Amigdalite

assim que os sintomas começam a incomodar.

Nas crianças entre 3 e 7 anos de idade, o aumento das amigdalas e do tecido linfoide oral pode levar à ocorrência de roncos e amigdalites de repetição. Quando não tratadas efetivamente, tais repetições podem provocar febre reumática; escarlatina; abscessos cervicais profundos (acúmulo de pus nos espaços entre a estrutura interna do pescoço); e glomerulonefrite aguda (uma doença que lesiona estruturas microscópicas dos rins, os glomérulos).

Além da amigdalite crônica pode surgir paralelamente a "respiração pela boca", chamada pelos otorrinos de respiração oral, causada pelo aumento acentuado das amígdalas e da adenoide. A hipertrofia das amígdalas também é uma causa comum de roncos e apneia do sono na infância. Ambos os problemas acabam prejudicando a qualidade do sono da criança que, consequentemente, apresentará dificuldades de concentração, déficit no desempenho escolar, irritabilidade e agitação.
Dr. Fausto Nakandakari Dra. Milene Massucci Bissoli

Dr. Fausto Nakandakari Otorrinolaringologista formado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) e com residência médica ...

Para as amigdalites que não apresentam recorrência significativa e surgem apenas ocasionalmente por uma infecção viral ou bacteriana, o otorrino da Clínica Lividi fará a prescrição de um medicamento anti-inflamatório, analgésico e/ou antibiótico. No entanto, para as amigdalites crônicas que não respondem à terapia medicamentosa, a melhor conduta é a remoção das amígdalas e da adenoide por métodos cirúrgicos.

A Clínica Lividi reserva aos pacientes que buscam pelo

tratamento da amigdalite

um espaço moderno no bairro Perdizes, São Paulo, arquitetado para prover conforto e tranquilidade desde a recepção. O atendimento é outro diferencial: tanto a equipe de recepção quanto os profissionais da otorrinolaringologia são preparados para direcionar uma abordagem humanizada, que esclarece dúvidas, respeita as individualidades e foca no bem-estar do paciente.

Para mais informações ou agendamento de consultas, entre em contato conosco por telefone, WhatsApp ou e-mail.

OUTRAS ÁREAS EM OTORRINO